Homepatia e Vacinação



Como é do conhecimento geral, o Dr. Samuel  Hahnemann  conseguiu a admiração da classe médica e científica na época por entre outros feitos da sua vida laboriosa ter descoberto durante a epidemia da escarlatina que assolou a Europa, que quando ministrava na mesma familia o correspondente homeopático, Belladona, nas potências e doses adequadas, conseguia não só tratar os familiares que estavam doentes como criar um efeito profilático em relação aos que ainda estavam sãos. Tinha descoberto portanto o efeito de vacinacão muito tempo antes da sua descoberta oficial. Ainda hoje este efeito  é reconhecido pelos adeptos da forma homeopática de tratar.

Ao contrário dos preparados comuns de vacinas, os homeopáticos apenas passam a informação subtil energética para o sistema imunológico sem o sobrecarregar com toxinas, como acontece com as vacinas regulares.

As vacinas, anestesias, químicos gerais dirigidos à saúde, agroquímicos, corantes, conservantes, estabilizadores etc... são outros tantos tóxicos, substâncias que o organismo não consegue libertar e ficam residentes, provocando todo o tipo de reacções alérgicas e anafiláticas deixando o portador muito debilitado e conduzindo-o para situações patológicas por vezes muito complicadas.

Os Isoterápicos são preparados a partir de qualquer substância agressiva ou tóxica para o sistema imunológico, seguindo todo o protocolo de preparação dos medicamentos homeopáticos. São elevados a potências de 30 e 200 CH, o que os coloca muito para além do número de Avogadro e como tal ilibados de qualquer interferência química. Naturalmente que a ciência continua sem perceber como é que os homeopáticos e seus derivados, isoterápicos  funcionam, mas isto deve-se apenas a falta de referência pela ciência de no seu envolvimento materialista ainda não ter conseguido imaginar e desenvolver o modelo global do Homem Energético. Naturalmente tudo quanto não se vê no ser humano, ondas magnéticas, eléctricas, energia enfim, passa completamente inidentificada, criando assim um vazio em  medicina. Naturalmente cada vez temos mais médicos atentos ao fenómeno da “Intoxicação progressiva “ pela vacinacão e pelo uso abusivo de químicos, de modo que num futuro teremos concerteza mais vacinas homeopáticas e uma medicina com mais bom senso e justo equilibrio.

Artigo cedido por: Prof. Carvalho Neto

Veja também um vídeo sobre os efeitos colaterais dos medicamentos, carregue aqui

  Defendemos a Medicina Tradiconal (Medicina Natural), e a

  COMPARTICIPAÇÃO DAS CONSULTAS

E MEDICAMENTOS NATURAIS (suplementos).

Somos a Federação mais antiga na defesa dos profissionais da medicina tradicional, ou não convencional.

O CF - CPMT ( Conselho Federativo dos Colégios dos Profissionais de Medicina Tradicional), foi fundado a 04 de Maio de 2001, é uma instituição / federação sem fins lucrativos. Foi lavrada a Escritura Notarial presencial com certificado de admissibilidade passado pelo Registo Nacional de Pessoas Coletivas em 21.03.2001.